_________________________________________

DSCF9339 (Copy)O empresário, advogado e não menos famoso enxadrista inúmeras vezes campeão Valmir Souza recebeu em sua mansão neste último sábado dia 18 de fevereiro de 2017 a seleta e privilegiada elite do xadrez regional para apresentar o projeto de sua Fábrica de Chopp artesanal que em breve promete revolucionar a arte de beber ou degustar um bom fermentado em local próprio e aprazível, “Único no gênero” como ele mesmo se orgulha de enfatizar! Porém se engana aquele que pensar que Valmir não tinha segundas intenções neste encontro.

Ele aproveitou a oportunidade para oferecer um frondoso e suculento churrasco com as mais nobres e certificadas carnes além de muito Chopp e, é claro, não poderia deixar de ter um bom e bem disputado torneio de xadrez batizado por ele de ChoppXaChur – que é a soma do que estava oferecendo, Chopp, Xadrez e Churrasco tudo a vontade.

 

A manhã trouxe o sol, muita claridade e a promessa de que aquele sábado estaria fadado ao sucesso. Tudo estava transcorrendo conforme o planejado. Logo cedo os carros começaram a romper o silencio e despertar a atenção de os poucos vizinhos que estavam acordados naquela hora e de um grupo de trabalhadores que se apressavam na instalação de cabos de fibra ótica para uma empresa local de internet. Suas placas revelavam que muitos veículos não eram de Santana do Livramento. Enquanto umas chapas com fundo branco e o nome da cidade em azul logo eram identificadas como sendo de Rivera – outras nem tanto. Bagé, Pinheiro Machado, Montevidéu e Curitiba davam conta de que algo de especial aconteceria por ali.

Dentre as celebridades convidadas tinha mestres de Cuba, Venezuela, Montevidéu, Curitiba e São Paulo, mas o grande destaque ficou por conta do veterano representante de Rivera Chico Félix Maiana e do bajeense Ignácio Marrero. Félix com 6,0 pontos em 7,0 disputados sagrou-se campeão e o único invicto do torneio – seguido de Marrero com meio ponto atrás. Contudo este título do Rivera-chiquense até poderia não ter vindo não fosse as multi funções exercidas por Ignácio. Como se não fossem poucas as dificuldades de enfrentar aqueles verdadeiros mestres da ate do raciocínio neste esporte-ciência e ginastica da inteligência – Marrero resolveu assumir uma de suas terapias prediletas, ou seja, fazer churrasco.

Aja fôlego!

No melhor estilo do histórico namoro entre o Macaquinho e a Girafa, o máster Chef bajeense teve que se desdobrar em dois. A grosso modo, Marrero jamais imaginou que neste sábado ele realizaria uma simultânea – isso pelo menos pela parte da manhã. Sentar nem pensar!

Gente boa!

Ignácio em nenhum momento esboçou qualquer tipo de descontentamento. Sempre estampando aquele costumeiro sorriso cativante – ele calmamente se ocupou durante as primeiras rodadas da manhã, ora jogava e ora corria para temperar a carne que se propôs a assar. Não exatamente ele, mas o fogo da churrasqueira. Espeta carne aqui, coloca sal grosso ali e deixa descansar até que seu tempero secreto faça sua função de marinar. Num olhar mais atento poderia se observar as gotas de suor escorrendo em sua face toda vez que se aproximava, mas que cuidadosamente Marrero enxugava em sinal de respeito e higiene pessoal utilizando sua toalha especial. Sim. Até com utensilio específico para estes fins ele trouxe; isso sem esquecer-se da faca.

Veio para jogar!

Ignácio teve que reunir forças e convocar todos seus neurônios para ajudar nesta dupla tarefa. Não havia tempo para muitos cálculos ou analises – era chegar ao adversário, conferir a jogada e efetuar o lance. Mas apesar de toda esta correria e do empate com o campeão de Rivera Chico – se engana aquele que pensar que Marrero esmoreceu. Muito pelo contrário. Nem ligou. Pelo menos não transpareceu. Tanto isso é verdade que o título de vice-campeão do torneio ChoppXaChur é a grande prova de que um ser humano pode vencer suas adversidades ou na pior das hipóteses se adaptar.

Sem sombra de dúvidas o macaquinho do namoro com a girafa ficaria com ciúmes de tanta destreza.

Contudo ficam aqui duas perguntas. Não tivesse Ignácio Marrero revelado este seu alter ego de mestre churrasqueiro será que a turma teria almoçado o melhor assado de suas vidas? E, estando livre da churrasqueira e focando todas suas atenções ao torneio será que Félix teria sido campeão? Na primeira questão definitivamente a resposta é um não bem sonoro, pois Marrero mostrou que poderá facilmente concorrer em iguais condições com qualquer MasterChef destes que aparecem nos canais de TV por assinatura e até vence-los. No segundo caso, ah, não saberemos por que jogo é jogo e tudo poderá acontecer e fica combinado que o tira-teima entre ambos fica marcado para o próximo encontro.

Resumão: Disputado que foi pelo sistema suíço em sete rodadas no ritmo de 21 minutos por contendor no relógio analógico ou 15 minutos com cinco segundo de acréscimo por jogada no relógio digital Valmir Souza premiou o campeão  com uma nota de $100.

_________________________________________________________________________________________________________________________________

Neste Chopp Xa Chur teve três campeões ou reis como o anfitrião assim se referiu.

O Rei do Chopp foi Valmir Souza.

DSCF9341 (Copy)

O Rei do Xa foi Félix Maidana.

DSCF9352 (Copy)

 O Rei do Chur foi  Ignácio Marrero.

DSCF9331 (Copy)

____________________________

Fotos do almoço espetacular

DSCF9325 (Copy)DSCF9328 (Copy)DSCF9332 (Copy)DSCF9329 (Copy)DSCF9333 (Copy)DSCF9334 (Copy)

___________________________

Arquivo de fotos do torneio, acesse o link abaixo:

http://bobbyfischer.com.br/2011/?p=32555

Sorry, the comment form is closed at this time.

   

Parceiros

Parceiros




© 2012 Bobby Fischer Xadrez Clube Desenvolvido por PHD Soluções Digitais